Prognóstico: Brasil x Sérvia (Copa do Mundo 2018)

A história do time da Sérvia está intimamente ligada com a história do próprio país. Juntamente com Bósnia, Croácia, Eslovênia, Macedônia, Montenegro e Kosovo, a Sérvia fazia parte da extinta Iugoslávia. A Sérvia foi reconhecida pela Fifa com a sucessora da seleção desse antigo país. A própria Iugoslávia teve um histórico de muito sucesso no futebol e nos campeonatos mundiais, chegando a semifinal da primeira edição da Copa do Mundo com facilidade. Em 1990, ainda como Iugoslávia em sua última participação em Copa do Mundo, foi eliminada nas quartas de final pela Argentina. Depois disso, passou a se chamar Sérvia e Montenegro, mudando para Sérvia somente em 2010.

A história recente do time teve algumas derrotas e algumas vitórias surpreendentes. No Mundial da Alemanha, ainda como Sérvia e Montenegro, ficou no chamado Grupo da Morte, com Argentina, Costa do Marfim e Holanda. Sofreu uma goleada de 6 a 0 dos argentinos. Já na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, a Sérvia fez uma ótima campanha nas eliminatórias, conquistando o primeiro lugar de seu grupo com 22 pontos (passando até da França!). Porém, nesse mundial o time foi eliminado logo na primeira fase.

Sites de apostasNotaBónus Copa do MundoObter um bónus
Bet365 T & C Clicar aqui >
Sportingbet Aposta Grátis até R$226,07 Clicar aqui >
Betway até R$200 Clicar aqui >
Betboo Bónus de Boas-Vindas de 120% Clicar aqui >

BRASIL X SÉRVIA – AS SELEÇÕES

Sérvia e Brasil (excluindo o passado como Iugoslávia e Sérvia e Montenegro) se enfrentaram somente uma vez, em um amistoso para a Copa do Brasil, onde a seleção verde e amarela venceu por 1 a 0. E apesar da tradição do futebol brasileiro, a Sérvia não está disposta a entregar o jogo tão facilmente. Pensando em manter seus jogadores ativos e colaborar com uma preparação adequada, o técnico Mladen Krstajic convocou o time para dois amistosos ainda em março, na reta final para o Mundial. Os amistosos foram contra Marrocos e Nigéria, com uma vitória e uma derrota.

Hoje o Brasil é um dos países favoritos para levar o título, junto de candidatos de peso como Argentina, Alemanha, França e Espanha. À favor do Brasil conta a grande experiência em mundiais, já que esteve presente em todas as edições, desde a primeira Copa do Mundo, sendo a seleção com o maior número de títulos conquistados. Além disso, desde que Tite assumiu o comando da seleção brasileira, o nível de qualidade técnica, senso de equipe e competitividade aumentaram consideravelmente. A vitória nas Olimpíadas do Rio colaborou para convencer a torcida e dar confiança aos jogadores. Este é o melhor momento da seleção nos últimos anos, um trabalho que vem sendo feito já há algum tempo para superar o que aconteceu em 2014, no Mundial do Brasil, quando perdemos de 7 a 1 para a Alemanha. Tite também pode contar com uma excelente equipe e jogadores com qualidades únicas, que se complementam em suas qualidades e acabam formando um grande time, unido e focado.

Enquanto isso, a Sérvia pode surpreender. Já sabemos que o time europeu vai levar para campo jovens talentos que tem se destacado em seu futebol. Um ponto que pode ser desafiador para toda a equipe é a troca recente de técnico, já que apesar de classificar o time da Sérvia, o técnico Slavoljub Muslin, acabou sendo substituído por Mladen Krstajic, que assumiu interinamente. Nos jogos das eliminatórias, vimos que o time sérvio se mostrou mais defensivo, apostando na força da defesa para garantir bons resultados. A defesa da Sérvia está bem alinhada e entrosada, pronta para jogadas combinadas. Ainda nas eliminatórias, jogou com três zagueiros e não teve grandes momentos de ataque. É bem provável que esse será a diretriz a ser seguida nos jogos do mundial.

SELEÇÃO FAVORITA

Falando de eliminatórias, a Sérvia fez uma boa campanha. Conquistou o primeiro lugar no Grupo D, passando a Irlanda e País de Gales, com 21 pontos. Durante essa fase, alcançou 6 vitórias e 3 empates, sofrendo apenas 1 derrota.  Depois disso, participou de quatro amistosos, em que venceu três, empatou um e perdeu outro. O grande nome da seleção da Sérvia é Nemanja Matic, que jogou pelo Chelsea, ajudando o time inglês a chegar ao título, e hoje faz parte do Manchester City. O jogador apresenta consciência tática e boa disposição, sendo considerado o “pulmão” da Sérvia.

Já o Brasil vem de uma ótima fase conquistada ainda nas eliminatórias (mais distante se considerarmos a vitória nas Olimpíadas do Rio). Quando Tite entrou na seleção e assumiu o comando técnico da mesma, começou a trabalhar a qualificação e o senso de equipe entre os jogadores, o que resultou na vitória do Brasil 41 pontos, contando com 12 vitórias, 5 empates e 1 derrota.  Os destaques dessa fase foram Gabriel Jesus e Neymar – espera-se que esses nomes se mantenham fazendo grandes jogadas. Nas últimas cinco partidas amistosas que participou, o Brasil conquistou quatro vitórias e apenas um empate. Um sinal de que a seleção está em ótima forma, após derrotas consecutivas e campanhas não muito animadoras nos últimos mundiais.

EM QUEM APOSTAR?

Como não existe um grande histórico de competições entre Sérvia e Brasil, fazer uma previsão do jogo que virá acaba sendo uma tarefa difícil. Se nos basearmos somente em dados de confrontos, a Sérvia e o Brasil jogaram somente uma vez, com vitória brasileira. Isso é suficiente para apostar no Brasil? O ideal é esperar para analisar e tomar a melhor decisão. A partida entre Sérvia e Brasil será a última das duas seleções na fase de grupos. Por isso, quando a partida acontecer, as duas seleções já terão jogado outras partidas contra Costa Rica e Suíça. Então, com a análise desses jogos, temos mais possibilidades de identificar um vencedor mais provável.

Mas se você quiser apostar já, se baseando somente nos dados de confrontos que tivemos até hoje, a aposta certeira continua sendo o time do Brasil. A seleção brasileira tem probabilidade de 68% para vencer esse confronto. Pelo menos na teoria, e no que foi apresentado nos últimos tempos, a seleção brasileira é mais forte. Mas, não devemos descartar uma surpresa vindo da equipe sérvia, especialmente quando o assunto é defesa. O jogador sérvio Matic deve atuar ajudando tanto na marcação quanto nas chegadas da equipe ao ataque, o que pode dificultar o ataque brasileiro e oferecer um jogo truncado e difícil de desenvolver.

OS ODDS

Existe uma grande tendência ao favoritismo da seleção brasileira, incluindo das casas de apostas, que apontam uma probabilidade de vitória do Brasil de 69%. Os odds no site Bet365 estão em 1.33 para a vitória do Brasil, 5.00 para empate e 9.00 para a vitória da Sérvia.